Sobrevivendo (e muito bem!) com o Nokia N8

Nokia N8: Relação de amor e ódio!

Os tempos mudam.

Em 2009, eu estava começando com este blog. Meus aparelhos principais eram todos da Nokia: um E71 (meu smartphone preferido), um N800, um fone de ouvido bluetooth BH-504. Somente o iPod Touch era um estranho no ninho. Resumindo: eu era um ista, isto é, defendia a marca com unhas e dentes.

Até o lançamento do N900. Sem avisar, a Nokia passou a versão do Maemo dos N8x0 para trás, e todo o site, estrutura, passaram para o N900. Meu tablet não possuía nem 6 meses de vida e já havia ficado ultrapassado; é claro que eu não gostei. Quando a bateria do E71 começou a apresentar sinais de desgaste, fui para um Motorola Quench e esqueci a Nokia. Não comprava mais nada da finlandesa.

No ano passado, comprei um Samsung Galaxy Ace. Um ótimo celular, bem posicionado no mercado de bugdetphone; porém, algo inusitado aconteceu: minha noiva, que simplesmente passava longe de toda e qualquer tecnologia, começou a se ligar. Primeiro com o netbook que eu a presenteei; depois, quando seu aparelho celular (LG Messenger) apresentou problemas, eu emprestei meu Quench e ela amou! Aprendeu a fazer tudo pelo celular.

O Quench estava muito sujo (culpa de um instrumentista de campo utilizar o aparelho durante o trabalho!) e minha noiva merecia algo melhor. Comprei um Motorola Spice XT para utilizar; não consegui ficar com o aparelho por mais de 15 minutos. A tela é péssima, o aparelho é lento (e isto é culpa da Motorola, o Galaxy Ace têm o mesmo processador!) e, na época que comprei, não existia o root.

Voltei à loja e analisei as opções: outro Galaxy Ace, um Galaxy S (muito caro na época), Atrix, Defy … e um N8. Entre mais de 200 reais gastos no market, conhecimento grande da plataforma … claro que escolhi o N8. Paguei a diferença e fui feliz para casa.

A parte do sobrevivendo começa aqui: como geek, blogueiro, viciado em internet, eu utilizo o meu smart como plataforma para acessar serviços, mail, agenda, sites, entre outros. Todas as necessidades do meu uso são cobertas pelo Android, seja por programas gratuitos, pagos ou nativos. Ao ir utilizado o N8, algumas dificuldades foram aparecendo. Eis aqui como sobrevivi a elas.

Dificuldade 1 – Sincronia com o Google Contacts e Agenda

Eu sabia que teria dificuldades em sincronizar a Agenda e os Contatos. Grande parte dos meus contatos já estavam em minha conta Ovi. Porém, muita coisa muda em um ano, e todos os contatos atualizados estão em minha conta Google. Após pesquisar um pouco, descobri que existem duas maneiras: utilizando a aplicação Mail for Exchange e não a utilizando. Caso você utilize um mail corporativo, só conseguirá sincronizar via SyncML, um processo explicado em detalhes neste link. Como não uso mail corporativo em meu aparelho (e o sincronismo via SyncML falha demais!) utilizei o método do Mail for Exchange, descrito neste link. Só que não é recomendável sincronizar o mail desta maneira: você não conseguirá enviar mail! O ideal é criar uma caixa de email com o Gmail, criar a conta no Mail for Exchange para sincronizar contatos e agenda, e abandonar a idéia de ter mail push de forma gratuita no N8.

Dificuldade 2 – Facebook

Exemplo da Tela do Facinate

O acesso ao Facebook não é bem uma necessidade, porém é uma rede social que eu me identifiquei. Embora usuário do Twitter a muito tempo, esta rede nunca foi a minha preferida. Como early adopter do Facebook, acompanhei o crescimento da mesma, até os dias de hoje, que em minha opinião, cresceu demais. Mesmo com alguma quantidade de tralha infestando esta rede todos os dias, meus melhores amigos estão todos presentes, o que faz qualquer tópico que nós postamos ter muitos replies, assim vamos matando a saudade.

O programa Social da Nokia nunca me atraiu. Por algum tempo, utilizei o programa fMobi, que custa R$3,99 na Ovi Loja. Comprei o aplicativo e o utilizei por e meses; esta solução nunca me agradou completamente. Embora o aplicativo seja competente, sempre faltou algo.

Outro aplicativo que eu utilizei para acesso ao Facebook foi o famoso Gravity, que custa R$17,99 na Ovi Loja. Utilizo este aplicativo desde os tempos do E71, mas não consegui reativar a minha licença antiga, então o comprei novamente. Este aplicativo é um verdadeiro canivete suíço: sincroniza com o Facebook, Twitter, FourSquare, entre outros. Em um típico jack of all trades, master of none, este aplicativo não me convenceu completamente em relação ao Facebook ou ao Reader. Vale a pena para utilizar o Twitter, e sim, se você quiser economizar, também é suficiente para as outras redes sociais: podemos utilizar este aplicativo e ter grande parte dos recursos.

Por fim, o programa que acabei adotando é o Facinate, gratuito na Ovi Loja. Este é um programa bem completo, possui várias funcionalidades (inclusive o chat, também disponível no fMobi), e seu visual é adequado, inclusive tendo uma skin adaptada para aproveitar melhor a tela de AMOLED. Este foi o aplicativo escolhido.

Dificuldade 3 – Read it Later

O aplicativo Read it Later é a alternativa ao Instapaper dos Android: um serviço/aplicativo para você salvar as leituras que achar interessante, para ler novamente, de maneira offline, ou mesmo se logando no site. No Android, eu salvava artigos vistos na internet (navegando pelo ótimo browser Dolphin) e artigos lidos no meu leitor de RSS.

Não queria perder estes artigos, e também a possibilidade de adicionar outros. Felizmente, temos um ótimo aplicativo: o SymPaper Read it Later, comprado por R$5,99 na Ovi. O aplicativo faz bom uso da tela Amoled do N8: o fundo preto, com as fontes em branco.

O aplicativo, ao mostrar todas as leituras arquivadas, não mostra corretamente a acentuação. Porém, ao entrar no artigo, e sair da visualização principal, o problema não ocorre mais, permitindo a leitura sem problemas.

Este aplicativo permite o compartilhamento das notícias por SMS, email, Twitter e Facebook. Um ótimo app e que vale cada centavo (para quem usa o serviço). Ainda não existe nenhuma maneira de utilizar o clipping como no Dolphin.

Dificuldade 4 – Google Reader

Existem muitos programas para leitura de RSS na loja Ovi. Porém, sincronizar com o Google Reader existem menos.

A primeira opção era o já citado Gravity: porém, este não têm integração com o Read it Later. Para quem não se importa com esta opção, também existe o aplicativo gratuito NewsFlow.

Ao final, descobri o aplicativo GNewsReader, baixado por R$1,99. Este possui a opção de compartilhar com o Read it Later (e também com o Instapaper, para quem é usuário de aparelhos Mac), possui a opção de favoritar um artigo (não presente no NewsFlow), enfim, possui todas as funcionalidades que eu possuía em meu leitor de RSS do Android. A única diferença é não ser gratuito: mas eu já estou me acostumando com isto no Symbian.

Dificuldade 5 – PDF

Antes de comprar o N8, fiz uma pequena pesquisa na Internet e fiquei tranquilo ao saber que o mesmo possuía o Quick Office: afinal, utilizava este programa no meu Quench (o Galaxy Ace vêm com o Think Office instalado, uma das melhores distribuições Office mobile que já experimentei). Porém, a usabilidade da versão Symbian está a anos-luz da versão para Android: a visualização dos textos é lenta, não gostei do visual das planilhas, e é melhor não comentar sobre o leitor de PDF.

Após algum tempo de pesquisa, encontrei a opção: o Picsel Smart Office. O preço (no momento: R$ 5,99 na Ovi) me atraiu, porém fiquei com um pé atrás. Resolvi experimentar e o resultado não poderia ser melhor: o aplicativo é extremamente competente para visualização de todos os tipos de arquivos Office. Mas nos arquivos PDF é que o destaque foi maior: rápida renderização, possibilidade de zoom com só um dedo (e sim, também com pinch-to-zoom), entre outras. Só falta o reflow, que só está implementado em arquivos .DOC. Vou colocar um vídeo do aplicativo logo abaixo:

O maior problema: o aplicativo não abre arquivos com macros. Isto não influencia para mim, porém pode ser algo significativo para outras pessoas.

Uma dúvida muito encontrada em fóruns é a seguinte: como deixar este aplicativo como padrão? A resposta é: ir em Configurações > Configs. Aplicativo > Aplicativos Padrão.  Aqui, clicar em Opções > Opções Avançadas, e várias extensões de aplicativos irão aparecer. É só mudar as extensões possíveis (e desejadas) para este aplicativo, e ele se tornará o visualizador padrão do seu celular.

Dificuldade 6 – Dropbox

Caso você tenha decidido pela opção de utilizar o aplicativo acima, ótimas notícias: o mesmo permite visualizar os arquivos (Office, PDF, fotos) e salvar os arquivos. Porém, caso você deseje um aplicativo stand alone, para fazer download e upload de qualquer tipo de arquivo, o programa Cutebox, gratuito na Loja, é o que você está procurando.

Este programa têm as opções necessárias: download e upload, criação de pastas, etc. Funciona de maneira parecida com o cliente nativo do Android. As diferenças: o Android possui grande integração entre os aplicativos: se você instala o Dropbox, automaticamente todos os programas que possuem opção de salvar arquivos já podem salvar no Dropbox. No Symbian, o processo é um pouco mais lento: você terá que salvar o arquivo no programa em que criou o mesmo, abrir o Cutebox e fazer o upload. Porém, o cliente é funcional, e atende muito bem a minha demanda em relação do Dropbox.

Enfim, estas foram as minhas dificuldades iniciais que foram superadas. Algumas serão realmente difíceis (as Tasks do Google não possuem API para sincronia: só sincronizam bem nos Android), porém muita gente não utiliza estes recursos. Sinto falta de um programa para GTD (Get Things Done): o cliente 2Do, que possui aplicativo para iPhone e iPad, abandonou o programa com o anúncio da Nokia que iria para o Windows Phone 7; eu utilizava o Pocket Informant em meu iPod e gostaria muito de encontrar este programa no Symbian. Também não existem clientes do Evernote ou do Springpad: o que existe é um aplicativo WRT (web runtime) beta para o Evernote, e também a possibilidade de enviar notas via mail ou Twitter (claro, utilizar as versões mobile, pena que a navegação não seja o ponto forte do Symbian Anna). Porém, não fazia uso destes aplicativos no Android, e, sinceramente, acredito que a criação de uma pasta para notas no Dropbox, com o upload regular de fotos, gravação de voz, e notas seja suficiente para grande parte dos usuários (para mim, é), e não me faz falta. A alguns anos, eu abandonei a Nokia: hoje, acredito que a Nokia se abandonou muito precocemente. Quando finalmente o Symbian estava no caminho certo, eles decidem matá-lo, e migrar para um outro sistema (WP7) que ainda não chegou na usabilidade deste.

Anúncios

8 comentários sobre “Sobrevivendo (e muito bem!) com o Nokia N8

  1. Olá Mauro,

    Cara acompanho seu blog a algum tempo e gosto bastante de seus artigos. Da pra perceber que você conhece do assunto.
    Eu sou estudante de engenharia e estou começando nessa vida de blogueiro. Gostaria de saber se vc tem o interesse de fazer parcerias?
    Qualquer coisa se vc se interessar entra em contato comigo para conversarmos.

    Abraço

  2. Ola. Me chamo Tatiana e trabalho em uma assessoria de imprensa na Espanha. Gostaria de saber se você aceita escrever um post para um dos nossos clientes, seria uma publireportagem sobre engenharia. Pago em euro. Se tiver interesse por favor, não deixe de me responder.

  3. Gostei bastante do texto, com certeza vou aproveitar várias das dicas, ainda mais agora que decidi aproveitar o máximo que o N8 permita. Só uma dúvida sobre o envio de e-mails, configurei o Mail for Exchange aqui e consegui enviar e-mails a partir dele sem problemas. O problema que você enfrentou foi intermitente ou não conseguiu enviar nenhuma mensagem a parti do aparelho?

  4. Olá! Quando estava procurando na internet ainda informações sobre engenharia elétrica eu achei no seu blog um post de 2009 falando o porque da engenharia elétrica. Aquele post me ajudou muito e eu me indentifiquei muito com ele! Temos coisas em comum. Eu também tenho um curso técnico no SENAI só que o meu é em eletromecânica. O curso me incentivou a fazer engenharia elétrica e graças a Deus consegui passar no vestibular e vou cursar engenharia eletrica na UFCG agora. As aulas estão prestes a começar e espero me dar bem no curso.
    Conclui meu curso técnico mas não cheguei a estagiar pois terminei ano passado e a faculdade vai começar agora nesse ano então por isso não vou pegar meu diploma de técnico e sim apenas um certificado de conclusão.
    Considero muito importante suas dicas naquele post e espero segui-las.
    Sobre os Symbians, eu tenho um Nokia 5800, que é inferior ao N8 mas me arrependo pois quando comprei ele não foi barato e não oferece muitas opções para o usuário.

    Espero que vc continue postando pois eu vou sempre acompanhar seu blog. Acho bastante importante ouvir suas dicas que agora é um engenheiro eletricista formado!

  5. muito bom artigo. Parabéns pelo blog.
    Tenho nokia n8 e ainda continuo com ele firme e forte..
    Gostaria de saber se você consegue me ajudar am algumas dúvidas.
    É possivel sincronizar o google tarefas com as notas do aparlho e com o eveenote?
    Tem algum aplicativo que sincronize com o evernote?

  6. Vamos lá: não dá para sincronizar as tarefas do Google com o Symbian.
    Para o Evernote, existe um programa chamado Notekeeper que sincroniza, pago, mas não usa rich-text.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s