To Buy or Not To Buy

Ou também: pequeno guia de compras do Engenharia & Gadgets. Como estar atualizado sem gastar (muito) dinheiro!

Nos dias de hoje, temos muitas, mas muitas opções para gastarmos o nosso suado dinheiro. Celulares são lançados em meses. Programas pipocam nas lojas de aplicativos, aos montes, prometendo automatizar a sua vida, a cuidar de tudo para você em uma pequena tela de celular. Notebooks, netbooks, os preços estão baixos mas estão sempre se reproduzindo. E aí, comprar ou não?

Um sábio professor de Química, Fábio, disse em uma aula: “A tecnologia sempre resolve as necessidades que não existiam”. Sim, verdade. Nunca imaginaria ter todas as apostilas do meu curso em todos os computadores que uso e smartphones, utilizando um serviço como o Dropbox. Em um momento anterior, eu teria as mesmas impressas (mas não podemos esquecer que imprimir sem necessidade é um crime para as gerações futuras!). E, como hoje existe o Dropbox, eu preciso de um smartphone legal para acessar os arquivos, com um bom plano de dados e, se possível, a possibilidade de fazer tethering e utilizar esta conexão no meu notebook, que preciso trocar todos os anos, pois o Windows trava constantemente em minha máquina. Sou eu o único a passar por isto? I don’t think so. Portanto, vamos analisar alguns casos, onde a compra é necessária, pode ser adiada ou é completamente por capricho.

  • Calculadoras HP: você têm a sua HP 48SX de 10 anos. Você a utiliza em seu trabalho, mas sem utilizar seus recursos avançados. Eis que surge um estudante de engenharia com a sua ultra moderna HP50g. E aí, trocar de calculadora ou não?

Bem, este caso é simples: Não troque de calculadora! A menos que, em seu emprego, irá utilizar muito as funções novas, ou algum programa realmente necessário que só possui versão para o firmware da 49g em diante, a troca da calculadora não justifica. Um detalhe que passa despercebido nestes momentos, é a durabilidade de uma 48SX é muito maior que uma 50g. O teclado da última é bem mais fŕagil, bem como sua aparência, digamos, não transmite o “respeito” de uma 48 antiga. É sério. O maior diferencial das HP’s antigas para as atuais é a possibilidade de utilizar a mesma no modo algébrico. Porém, se você possui uma HP48, o que você não sente a mínima necessidade é de um modo algébrico. Portanto, continue com sua SX e guarde o dinheiro para outro uso.

Veredito: se sua calculadora não está funcional, troque. Fora isso, continue com a sua!

  • Notebook: questão delicada. Se você utiliza edição de vídeo, imagens, programas em geral que necessitam bastante processamento, a dica é trocar o aparelho. Se o seu problema maior for duração de bateria, será que não vale a pena comprar uma nova ? O argumento mais utilizado nestes casos é: “a bateria custa boa parte do preço de um notebook novo”. Porém, meu contra-argumento: custa boa parte mas não custa o mesmo preço. Se seu notebook funciona, te atende na maioria das necessidades, trocar para quê? Lembre-se: não crie uma necessidade que você não tem!

Veredito: Analise bem a necessidade e opte pelo melhor custo/benefício, que, muitas vezes, pode ser ficar com o seu notebook atual. Pense bem e tome a decisão certa!

  • Celular: a compra de um celular deve ter como critério a sua necessidade. O que você utiliza em um celular? Muitas pessoas possuem um smartphone, mas só utilizam as funções básicas, que um “semi smartphone”, ou até um dumbphone poderiam executar sem problemas. Para celulares com Android, um aparelho com Android 2.1 já possui acesso à maior parte dos aplicativos do Market; em matéria de iPhone, um 3GS possui um ótimo custo benefício, sendo totalmente compatível com os recursos disponíveis no último firmware, sem perder desempenho. Para aparelhos com Symbian, até agora os Symbian v3 não possuem tantas vantagens em relação aos antigos s60v5; portanto, se seu celular está te atendendo bem, não troque somente por trocar; troque por necessidade!

Veredito: Já troquei de celular como troco de roupa. Hoje, tenho um critério infalível: só troco o celular quando a bateria perde a confiabilidade. Fora disso, se o celular está me atendendo bem, para quê trocar?

Anúncios

8 comentários sobre “To Buy or Not To Buy

  1. Mauro, legal esse post…parabens

    Eu como engenheiro e fanatico por tecnologia tambem passo por essas duvidas.
    No final de 2009 me formei e trabalhando comecei a fazer uma revisão no meu gadgets. Comprei um iPod Touch, Notebook, Android, cheguei a conclusões parecidas com a sua…rs
    Calculadora, não tenho uma HP, mas uma Casio que me satisfez e satisfaz por todas necessidades…até integral ela resolve…rs e com o iPod Touch nem preciso mais preocupar com calculadoras…existem otimos emuladores na Itunes Store.
    Notebook, Troquei o meu e não me arrependo…a bateria não “segurava” mais carga…valeu a pena trocar.
    Celular ano passado usei varios, até achar o Milestone…mas antes fiquei na duvida..pq comprar um smart se tenho o iPod? a resposta é que não se consegue carregar td hora ele…e sem contar que sempre é bom poder acessar em qualquer lugar seus emails (ja me ajudou e muito isso)…rs

    Gostaria de levantar uma questão? E os Tablets? vale a pena?

  2. Gostaria de colocar um senão neste post. Se você mesmo sugere comprar uma bateria nova para o note por que ela custa mesnos, porquê então trocar de celular se uma bateria nova custa bem menos?

  3. Flavio,

    Gostei de sua questão!
    O que penso em relação a notebooks e celulares, é o seguinte: os sistemas operacionais para computador, bem como os programas, duram muito mais tempo. Um notebook comprado a 2 anos pode rodar muito bem os programas atuais e o Windows 7 ou Linux, por exemplo (estou utilizando um notebook comprado a 6 anos, e o sistema Lubuntu completamente atualizado!). Já um celular, após os dois anos (tempo de duração de uma bateria de lítio) estarão bem mais defasados. Um aparelho como o Quench, que comprei a 6 meses, já está defasado em várias edições do Android. Mesmo a comunidade tendo lançado uma atualização para o 2.1, já estamos com o 2.3.

    Mesmo assim, com o preço atual dos notebooks, provavelmente não vale a pena comprar somente uma bateria … pensando no sentido do dinheiro. Em matéria de “eco consumo”, a troca da bateria somente é bem melhor.

    Ótima questão!

  4. Leonardo,

    Eu, sinceramente, acredito que os tablets são ótimos como “consumidores” de conteúdo. Você, como engenheiro formado, fala pra mim se não é tentador ter todas as apostilas de todo o curso, em um dispositivo portátil, que liga automaticamente (ao contrário de um netbook, que têm o tempo de boot relativamente longo), disponível dentro da sua bolsa, na época do TCC?

    Não tenho ilusões de utilizar um tablet para tarefas de notebooks, como digitação de textos. Aí, entendendo bem a utilização (que eu faria!), eu acredito que sim, eles valem a pena, só não acredito que valha o preço cobrado.

    Abraço!

  5. Prezado Mauro….interessante resposta…

    Com certeza a facilidade de leitura e o tempo de boot (o meu laptop demora interminaveis 2 minutos para bootar…rs) fazem do tablet uma grande opção. Com certeza ajudaria e muito um tablet no meu tcc e agora na minha futura pós mais ainda…rs…é duro ficar carregando 4 kilos (3 do note e mais 1 dos acessorios na mochila..rs)
    Esses dias eu vi um aplicativo interessante para iOS que faz seu iPad, iPhone e iPod touch virar um monitor estendido….muito bom para quem trabalha com projeto ou com analise de dados…rs
    Uma outra observação é a possivel utilização desses dispositivos na industria, como por exemplo para obtenção de dados num departamento de controle de qualidade e tambem como painel de maquinas…
    Mas como você bem disse o preço ainda não colabora…enquanto isso mantenho-me com meu velho iPod touch de guerra…rs

    Abraço

  6. Faltou falar dos MP3 players! 😉

    Não consegui ficar por muito tempo com a minha HP 48GX, quando vi a 50g foi amor a primeira vista. Agora, no quesito celular e notebook estou tentando segurar o máximo… mas o consumismo consome todos os meus pensamentos e acredito que seja assim com a maioria.

  7. Excelente tema de post.

    A vantagem de centralizar TUDO, tudo mesmo, no smartphone é que sai mais barato comprar um que comprar gadgets separados (leitor de arquivos, music player, celular, modem etc etc).

    Mas perai, trocar de hardware só porque o Windows trava? Achar os problemas e consertá-los é legal XD

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s