i-Mate Ultimate 8502 – Minha primeira incursão ao mundo Windows Mobile!

Windows Mobile. Já havia experimentado vários sistemas operacionais para dispositivos móveis: Symbian a 3 anos atrás, Palm OS, em dispositivos como um M130 que temos no trabalho, e, mais recentemente, com meu Tungsten E2, Maemo no N800, o Mac OSX móvel, do iPhone e do iPod, e por aí vai. Mas nunca havia colocado meus dedos em um aparelho com Windows Mobile.

Até que o usuário bleony, conhecidíssimo do fórum PDABr, compra um aparelho chamado i-Mate 8502 e faz um review dele. Ele, um profundo conhecedor de gadgets, disse em sua análise que este é um dos aparelhos com Windows Mobile que mais se adaptavam para as necessidades dele, por causa do form factor, teclado embutido e grande variedade de botões físicos, tornando possível o uso do aparelho com uma mão, e sem tocar na tela. Para um usuário convicto de Symbian, isto era importante.

Bom, fiquei bem atento a este telefone. Uma característica do Bruno, é que ele troca bastante de gadgets, portanto, logo este aparelho apareceria nos tópicos de venda do fórum 😉 . Mesmo assim, eu estava contente com o meu E71. Mas aconteceu um fato desanimador: a minha bateria perdeu confiabilidade. Sabe quando a bateria acaba do nada, no meio de uma ligação, com o indicador bem longe do ponto crítico ? Então, isto aconteceu com a minha bateria por duas vezes, e bem quando venceu o ano de garantia! Graças a isto, resolvi partir para a compra do aparelho.

Bem, este aqui não é um review, e o link do review do Bleony tá ali em cima. Eu ainda irei fazer um review legal do aparelho, prometo! Mas aqui é só uma introdução. Então, citarei os motivos para eu efetuar a compra do aparelho:

  • Primeiro, foi porque queria saciar a minha curiosidade sobre Windows Mobile.
  • Acostumei demais a telefone com este form-factor: com teclado QWERTY frontal, sem ser slider. Se entrar no Brasil um Android com esse formato, eu irei olhar carinhosamente.
  • Apesar de ele ter o QWERTY frontal, a tela é em modo portrait, não em landscape com o E71 e os Blackberries. Isto o faz parecido com os Treos. Gostei muito deste formato de tela, ajuda muito a ler documentos, por exemplo.
  • Estou tentando utilizar mais e mais o Evernote. Existe um programa nativo para WinMo, e não para Symbian.
  • No final, comprei mesmo para saciar a minha vontade de conhecer o sistema, e paguei barato por isso 😉

O telefone é robusto, tem uma ótima pegada, não travou nenhuma vez comigo. Mas existe um inconveniente, algo que eu achei horrível! É ela.

A canetinha. Infelizmente, por mais botões físicos que o hardware tenha, WinMo necessita de canetinha para alguns momentos. O botão de scroll lateral faz a rolagem de tela ser toda manual, mas, para fechar alguns menus, principalmente os menus do próprio Windows Mobile, e não de apps de terceiros, só com a caneta para clicar na caixa de finalização. Não entendo como um sistema lançado após o iPhone (a versão do sistema do aparelho é a 6.1) ainda necessite tanto de usar caneta! Isso me desagradou profundamente, e é um dos pontos negativíssimos do aparelho. Acredito que a caneta seja ótima para algumas situações, como escrever anotações. Mas, se tornando um acessório indispensável, ela é péssima e desagrada. Tanto que não consigo ficar com o chip por mais de 3 dias nele, de tanto que me irrito com a necessidade de usar Stylus. Acho que a volta ao Symbian está muito próxima, hehe.

E em relação ao aparelho ? Bem, ele é ótimo. Embora datado (foi lançado em 2007) têm 3G, HSDPA e HSUPA, bluetooth, Wifi, GPS, com o WinMo 6.1 aceita cartões de até 16GB, etc etc. Completíssimo. O display é bom, brilhante e nítido, o conjunto de teclas de atalho é ótimo, e minimiza demais o uso da Stylus, o joystick é muito bom, a câmera é pior que a do E71, porque não tem foco, a gama de aplicativos é imensa. (não, não estou fazendo propaganda para vender. Mas aceito propostas 😉 ). O teclado me impressionou. As teclas são levantadas em um formato, digamos, piramidal. Assim, já digito mais rapidamente nele do que no E71, o que é um feito e tanto, pois eu tenho mãos pequenas e digitava extremamente rápido! O plug do fone de ouvido é de 2.5mm, e os fones são regulares (melhores que os originais do E71, o que não quer dizer muita coisa). O sistema operacional, embora com suas falhas de design, possui bons aplicativos para um engenheiro elétrico, como um emulador muito bom de calculadoras HP (portado da versão do Palm), programas de simulação de circuitos eletrônicos, o Office dele é bom, embora ainda não encontrei um leitor de PDF que me agradasse.

A minha opinião é: para quem gosta de ficar procurando programas, soluções, ficar passando firmware e afins, comprar um Windows Mobile é um must, principalmente se for da HTC (não existem roms preparadas para meu i-Mate, a não ser as originais. Mas para aparelhos HTC existem infinidades). Mas, se você quer um aparelho para trabalho, e que seja necessário o mínimo de instalação de programas (aka: você não tem tempo para ficar vasculhando na net atrás de programas) fique com os Nokia ou Blackberries. Por mais que eu tenha gostado do aparelho (e, eu realmente GOSTEI!), por mais que eu esteja tendo muita paciência para me familiarizar, eu só tenho segurança de que não vou ficar a ver navios porque carrego o E71 na bolsa, só esperando a troca de chip. Ainda é cedo para dizer, mas, acredito que o Windows Mobile não é para mim. O uso da canetinha e a falta de bons aplicativos para a web 2.0 (não têm clientes bons de twitter, para rodar java obriga a instalar uma máquina virtual, entre outros) me fazem olhar com cada vez mais carinho na direção do Symbian (e Android, Maemo …).

Anúncios

2 comentários sobre “i-Mate Ultimate 8502 – Minha primeira incursão ao mundo Windows Mobile!

  1. A garantia, padrão, da bateria é de 6 meses… 😦

    Já usei vários WinMo (se me permite), com hardwares distintos e realmente o sistema morreu.

    Se não fosse algumas personalizações de alguns fabricantes, principalmente HTC, a tampa do caxão já tinha sido fechada.

    Ele não está pronto para um tela capacitiva e sua interface e muito Windows Desktop Like. Sem chance!

    Vamos ver se o povo de Redmond muda as coisas com a versão 7.

    Agora focando na realidade e no gadget que vc adquiriu, só fiquei com uma dúvida: O teclado é tão macio como o do E71?!

    [ ]’s

  2. Não Franz, o teclado não é macio como o do E71. Na verdade, ele é bem duro, e o botão tem um trajeto até ser pressionado muito maior que o do E71. Mas as teclas são bem postas, e mais levantadas, com o seu formato piramidal, facilitam a digitação. Eu tenho dedos muito rápidos no Nokia, mas no i-mate eu consegui ser ainda mais rápido!

    E, o aparelho é excelente, mas o sistema operacional morreu mesmo. Espero que os Symbian S60v3 não acabem indo pelo mesmo caminho. Consigo viver muito bem com teclados físicos e sem toques na tela, hehe.

    []´s !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s