Gadgets ultrapassados – O que fazer?

10 meses de blog, e o único gadget novo, digno de nota que eu possuo, é o meu N95, que já é um aparelho ultrapassado (porém, extremamente funcional!). E aí, o que fazer?

Bem, eu não irei fazer nada! 😉 sim, as vezes a coceirinha de comprar bate, bem como a vontade de ter algo novo, só para render mais posts aqui no blog. Mas eu estou resistindo bravamente, até porque, em dezembro eu posso pegar um aparelho na faixa, pela Tim. Provavelmente, meu primeiro Symbian touch sairá dai.

Incrível como no mundo tecnológico, as coisas ficam velhas de uma hora para a outra. No final do ano passado, quando comprei o E71, disse em alto e bom som que seria o meu celular por muito tempo. Afinal, ele possuía GPS, Wifi, 3G, um ótimo teclado, e todas as outras qualidades. Porém, a indústria sempre vêm com novidades,e estas novidades aguçam ainda mais a nossa vontade de consumir! Mesmo assim, estou cumprindo a promessa: mês que vem, completo 1 ano de E71.

Mas eu não fiquei parado. Embora toda a minha atenção estivesse voltada para as provas, tive algumas atitudes que melhorarão a usabilidade dos gadgets, a citar:

  • comprei um mini teclado Bluetooth (ainda não chegou). Este gadget vai melhorar, e muito, o uso do N800 e dos celulares (principalmente do N95) na minha formação;
  •  comprei o Quickoffice e o Pocket Informant para o iPod Touch. Agora terei tempo para ler o livro Get Things Done e aplicar seus conhecimentos; o Pocket ira ajudar a organizar minha vida a partir dessa filosofia. E tive que fazer um trabalho dentro da van: neste dia, o iPod foi a estrela. Porém, o DocsToGo é um pouco limitado e o Quickoffice estava em producao, aí aproveitei e comprei;
  • o microfone para o touch irá criar muitas notas de voz para o Evernote. Este aplicativo ajuda muito no dia a dia!

Espero ficar ainda um bom tempo com os gadgets ultrapassados e, no inicio do ano que vem, escolher um especial para durar uns 2 anos, e que seja bem versátil. No momento, estou entre iPhone 3 GS e o N900. Espero ter tempo para decidir. O iPhone reúne office, calculadoras, evernote e pocket informant. O N900, se cair nas graças dos desenvolvedores, terá muitos aplicativos de excelente qualidade. Espero ter um bom tempo e fazer a decisão acertada! Também, neste tempo, decidir qual será o próximo netbook. Com uma tela de 10,2″, e uma alta autonomia, será o suficiente para o meu uso. Só não quero comprar algo já desatualizado, como fiz com o Mobo (comprar sem pesquisa dá nisso).

Ter gadgets ultrapassados é algo normal. O que não é normal, é a necessidade quase infinita que eu sentia a meses atrás e, no momento, está devidamente controlada. Finalmente consigo viver bem sem ter que ter um dispositivo novo em minhas mãos a cada dois meses. (mas que faz falta os ter, faz! 😉 )

Anúncios

6 comentários sobre “Gadgets ultrapassados – O que fazer?

  1. “Ter gadgets ultrapassados é algo normal. O que não é normal, é a necessidade quase infinita que eu sentia a meses atrás e, no momento, está devidamente controlada.”

    Rapaz…como é que pode…eu também passo por isso constantemente…mal adquiri meu Nokia 5800(fiquei meio desapontado com ele)e já estou pensando em como substituí-lo, mas dessa ves por algum que não me desaponte….
    Um grande abraço!!!!

  2. Compramos o E71 quase no mesmo dia então!
    Excelente aparelho. Foi, e é, o meu primeiro smartphone.
    Desde então comprei um iPod Touch (em NY), que vendi para trocá-lo pelo N800…
    Como sou acadêmico de medicina, meu próximo gadget será o iPhone 3GS. Mas isso só ocorrerá se eu vender o N800 e o E71 (não há bolso que aguente, não é?)
    Estou esperando o link do teclado no twitter!
    Abraço!
    @emerich

  3. E ai rapaz? Só um comentário a se fazer: Uma das coisas mais inúteis que eu comprei até hoje foi o teclado bluetooth nokia. Eu não consigo usar aquilo, tenho mãos grandes e é muito complicado catas feijão nele. Fora a parte de acentuação… enfim, frustração.

  4. A vontade de ter sempre os mais recentes gadgets é complicada mesmo. Desde o E62, meu primeiro smartphone, comprado em 2006 fiz 2 trocas de aparelho. Agora estou com vontade de ter um N900.

    Outro problema da troca de aparelho é que, pelo menos para mim, ela nunca pára no custo do aparelho. Sempre tenho que ter película, capa e acessórios que deixam seu uso mais completo. Pelo menos isso garante que o aparelho se mantenha conservado e que tenha um valor de venda maior na hora de trocá-lo.

    Sobre N900 vs IPhone 3GS, o primeiro já tem um plugin para Evernote. Já tem uma versão portada do Open Office que rodou sem consumir tantos recursos, mas ainda é algo bem inicial. Mas não acho que demore a aparecer algo bem utilizável. A agenda do N900 está bem melhor agora, talvez não substitua o PocketInformant, mas dá para fazer bom uso dela.

    E o N95 ainda é matador, não tem jeito. 🙂

  5. É, eu vou esperar o S.O. amadurecer (o E71 me permite isso) para decidir com calma. O N900 caminha para ser a substituição ideal, com um monte de correcões vindo para novembro, e, é Nokia 😉 . Mas precisa do Open Office rodando 100% para ser interessante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s