Dreamcast – Meu videogame guerreiro!

Underdog. Esta é a palavra que, pra mim, representa este videogame.

A história do vidogame é meio batida: lançado em 1998, foi o primeiro videogame de 128 bits do mercado, a Sega o lançou na esperança de reconquistar o mercado, perdido na batalha para a Sony e seu Playstation. A Sega abandonou a sua plataforma de 32 bits, o Sega Saturn, e investiu nessa nova máquina.

Porque o Saturn não deu certo? Ao contrário do que se fala, o mesmo era bem capaz de rodar jogos 3D, aliás, com maior nível de detalhes que o Playstation! O problema do Saturn é que o mesmo era complicadíssimo de se programar, com seus 6 co-processadores, ou mesmo os seus 2 processadores principais. Aliado a isso, a empresa não disponibilizou um SDK (plataforma de desenvolvimento) decente, optando por ter o maior conhecimento específico do seu hardware, para lançar os melhores jogos. Conclusão: as softhouses (empresas que fazem os jogos) foram para o Playstation, sua SDK facílima e toda a liberdade do mundo, sem contar a mídia CD, o que emperrou outro concorrente, o Nintendo 64.

Mas o guerreiro morreu prematuramente: suas especificações até não eram ruins, mas a mídia escolhida foi um tiro no pé: o GD-ROM, mídia fabricada somente pela Yahama, comportava 1GB de informação somente. Quando a Sony anunciou o seu Playstation 2 com DVD (inclusive com a opção de se rodar filmes, em uma época onde um leitor de DVD era um luxo), decretaram a morte do DC. Mas o guerreiro sobreviveu: sua morte oficial foi dada em março de 2002, com a Sega lançando jogos de forma oficial até dezembro do mesmo ano. Algumas softhouses ainda lançaram jogos por um tempo, principalmente empresas de shooters (jogos de nave!) japonesas, que lançavam os jogos para fliperama, utilizando a plataforma Naomi / Naomi II (baseadas no Dremcast, mas com maior capacidade de RAM e outras diferenças) e portavam para o videogame. Sem contar que o mesmo caiu nas graças da comunidade Open Source, que viram um videogame fácil de programar, com um bom poder de processamento para sua época e barato. Saíram emuladores de muitas plataformas, tocadores de filmes VCD, jogos novos, etc.

Bem, em 2007 comprei meu guerreiro. O maior motivo foi para jogar o magnífico jogo Shenmue, um marco para a época (embora não o tenha feito até hoje!). Vêem a foto ao lado? Seria considerado um belo jogo, graficamente falando, até hoje, imaginem em 2001! Sim, este jogo é fantástico. Mas é longo e cheio de animações, e eu não tenho paciência para esse tipo de jogo! Mas descobri outros jogos que me fizeram ter carinho especial por este videogame. As conversões mais perfeitas de jogos do antigo Neo Geo (melhores que qualquer conversão de PS2), Power Stone, Metropolis Street Racer, Virtua Tennis, Sonic Adventure, entre outros. Sem contar o emulador de Neo Geo CD! Este videogame conquistou um lugar cativo em casa.

Em 2008 compro meu Playstation 2. Não sou um jogador hardcore, logo, não pretendo gastar dinheiro com videogames de última geração. O PS2 me mostrou um jogo que eu fiquei fascinado no primeiro momento: Guitar Hero. Sim, para um músico de horas vagas, este tipo de jogo empolga! Sem contar o grande Fight Night Round 3 e o Fifa 09, um ótimo jogo de futebol. Mesmo assim, este videogame foi embora semana passada, doado a um primo de 7 anos que irá fazer mais uso que eu. E quem está ocupando esta lacuna? Enquanto meu brinquedinho portátil novo não chega, é ele, o Dreamcast! E, garanto, me divirto muito mais jogando Virtua Tennis do que me divertia ao jogar boxe!

Se recomendo a compra ? Bom, o Dreamcast é um videogame para modders. É um videogame perfeito para quem gosta de consertar videogames (já fiz uns 4 reparos no meu, troquei a cor do LED, entre outras), tem vários macetes, como gravar disco de Boot, emuladores com troca de disco, etc. Para quem quer algo que é colocar o CD e jogar, olha, não recomendo. Os jogos originais de DC são caríssimos e raríssimos, mas as ISOS são fáceis de achar na internet. Sem contar que tem muita opção gratuita mesmo, entre conversões e jogos criados. E é bom de shooter: quem gosta desse tipo de jogo deve ter um DC! E tem Daytona, para os saudosistas como eu !

Anúncios

7 comentários sobre “Dreamcast – Meu videogame guerreiro!

  1. Nossa cara…. eu joguei muito no Dreamcast!!! Shenmue, Tokyo Xtreme Racer e UFC eram meus favoritos. Se lembra do memory card dele?! dava até pra jogar alguns “mini-games” na telinha!!! Muito loco!

  2. tenho um segadreamcast ate hoje sou fã tenho mais de 120 jogos so os mais locos já tive 8 dreamcast gostei muito de shemue2,illblade,headhunter,dead aline2,sonic adventure2,halfi lifer nossa tenho cuase todos os jogos curto dreamcast des de quando a sega u lansaran

  3. fiquei sabendo que tem um cartão de memoria que incaicha no cabo serial do dreamcast para gravar jogos filmes imagens e etc.

  4. cara vou ser sincero os videogames de hoje são uma bosta
    x box 360 shooter
    nintendo casuais e chatos
    play 3 é o unico maneirinho

    o dreamcast pra mim foi o melhor video game ja feito
    até obama disse isso , a sega é muito burra!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s